Sobre

O K-LAB é um Laboratório Educacional destinado à construção e qualificação de processos formativos e educacionais, por meio da elaboração, utilização e redimensionamento de técnicas, práticas e processos tecnológicos. O K-Lab é um dos projetos articuladores do Grupo de Geotecnologias, Educação e Contemporaneidade – GEOTEC, da UNEB, coordenado pela Professora Dra. Tânia Maria Hetkowski. A Figura a seguir mostra a estrutura do GEOTEC:

QUAL O OBJETIVO GERAL DO K-LAB

Desenvolver pesquisas, por meio da produção de tecnologias e processos formativos, baseados nos princípios de multirreferencialidade e colaboração, para o entendimento de dinâmicas socioespaciais.

QUAIS OS OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Promover processos formativos com perspectivas de inovação pedagógica, tecnológica e entendimento das dinâmicas socioespaciais;
  • Elaborar processos tecnológicos, eventos, softwares e produtos com o intuito de potencializar processos educativos, artísticos e culturais, baseados em abordagens multirreferencial e dinâmica colaborativa;
  • Construir por meio da utilização do agenciamento de processos geotecnológicos e educação, dinâmicas e materiais para potencialização de processos formativos em espaços escolares e não escolares.

QUAIS AS CATEGORIAS DO K-LAB

Por ser um dos projetos articuladores do GEOTEC, o K-lab segue as suas categorias fundantes que são:

  • GEOTECNOLOGIAS;
  • EDUCAÇÃO;
  • CONTEMPORANEIDADE.

Já os sub-grupos temáticos inserem nos seus projetos novas categorias que sejam relevantes para as suas produções, bem como os seus interlocutores.

O QUE SÃO AS DIMENSÕES DO K-LAB

Além das categorias do K-Lab que se alinham às categorias do GEOTEC, o K-lab possui três dimensões que sustentam os seus projetos / produtos. São elas:


Fonte desta imagem para referência:
Fonte: (DIAS et al., 2017)

“A dimensão Pedagógica é voltada para o planejamento dos conteúdos a serem explorados e redimensionados nas práticas direcionadas à escola e aos seus partícipes. Já a dimensão Tecnológica se concentra nas possibilidades de uso das tecnologias que façam sentido às propostas e que potencializem a colaboração e a aprendizagem, remetendo ao entendimento de tecnologia explorado e vivenciado pelo grupo, que vai além dos recursos tecnológicos. A terceira dimensão que compõe a tríade dimensional do K-Lab é a Estética que norteará os seus projetos e dialogará com a dimensão Tecnológica e à Pedagógica, permitindo o acolhimento de pesquisas que estejam para além das concepções puramente tecnicistas, artísticas ou culturais, mas que abarquem o todo sensível e dê sentido às cores, aos elementos iconográficos, audiovisuais, além de outros presentes nas necessidades do design, da arte, da cultura e da interação do sujeitos com as interfaces propostas. ”  (DIAS et Al., 2017)

DIAS, J. M.; Nascimento, F.S. ; BRANDAO, I. ; ATTA, A. C. F. . A CONCRETIZAÇÃO DO K-LAB E SUA PERSPECTIVA EDUCACIONAL. In: EDUCERE Congresso Nacional de Educação, 2017, Curitiba. Formação de Professores, Contextos, sentidos e Práticas, 2017. v. 1. p. 670-682

 

MOTIVAÇÃO PARA A CRIAÇÃO DO K-LAB

Assim, com o objetivo de ampliar e redimensionar os espaços de pesquisas para novas e importantes produções na área educacional, apresentamos, neste projeto de pesquisa, o K-Lab – Laboratório de Projetos, Processos Educacionais e Tecnológicos. Ressaltamos a importância do desenvolvimento do Jogo-simulador Kimera, nesse processo de crescimento e amadurecimento das atividades de Pesquisa e, todas as produções que foram oportunizadas, permitindo a permanência do Kimera no K-lab, mas salientando que ele passa a ser um dos produtos do K-lab, assim como o Musical Kimera, dentre outros, que compõem o K-Lab.