entrelugares

K-Lab e Geotec finalizam o semestre com encontro conjunto e lançamento de livro

O K-lab encerrou o semestre 2018.1 nesta quarta-feira, 13 de junho, com um grande encontro com todos os pesquisadores dos projetos articuladores e o lançamento do livro Entre Lugares, organizado pelos pesquisaores: Inaiá Brandão (K-Lab), Tarsis de Carvalho (RedePub) e Kátia Soane (Rádio).

O retorno às atividade do K-Lab está marcado para 4 de julho com o Fórum de Pesquisa.

ENTRE LUGARES:
ensaios sobre geotecnologias, educação e contemporaneidade
Volume 1

Autores: Inaiá Brandão Pereira – Kátia Soane Santos Araújo – Tarsis de Carvalho Santos (Orgs).

Editora CRV

entrelugares

Integrantes do GEOTEC participam de Grupo Focal com Lucidio Bianchetti


Foto: Integrantes do GEOTEC. Local: HOtel Vila Mar – Amaralina. Salvador/Ba

Dia 23 de maio de 2018, integrantes do GEOTEC, representando os três projetos articuladores (K-Lab, Rádio e Redepub), participaram do Grupo Focal do professor Lucidio Bianchetti para contribuição com a sua pesquisa: FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DE ORIENTADORES DE DISSERTAÇÕES E TESES: De uma prática intuitivo-individual à uma práxis coletivo-grupal em vias de formalização/afirmação. Em direção a uma pedagogia´ da orientação.

Descrição da Pesquisa de Lucídio: “A orientação, na PG stricto sensu, passou de uma ascética menção ao pós-graduando como alguém a ser ?orientado por um diretor de estudos? (Parecer 977/65), à explicitação da necessidade de criação de um eficiente sistema de orientação, (Cf. V Plano Nacional de Pós-graduação – 2005-2010). Em fontes diversas buscaremos compreender como, em pouco mais de 60 anos de PG no Brasil, uma atividade eminentemente privada, individual (orientador-orientando), improvisada, espontânea e intuitiva, foi sendo transformada em uma práxis coletiva, ganhando cada vez mais foro público, via grupos/redes de pesquisa. Muitas iniciativas, no Brasil e exterior, particularmente na União Europeia, a partir do Processo de Bolonha, estão sendo desencadeadas no sentido de caminhar para práticas formativas de orientadores, a ponto de estar sendo demandada a constituição de uma didática, de uma Pedagogia da orientação, seja em obras qualificadas, seja em manuais que poderiam ser caracterizados como sendo de ´autoajuda´ para orientandos e orientadores. O crescente processo de internacionalização da educação e o predomínio de um particular capitalismo na universidade, o chamado capitalismo acadêmico, estão na base de processos cada vez mais indutivos, heterônomos, resultando na intensificação do trabalho, no produtivismo acadêmico, na preocupação com rankings, resultando em competição exacerbada. Em termos de metodologia nos apoiaremos em métodos mistos, a fim de compreender este campo científico da PG, onde se constrói um saber e se exerce um poder, no processo de formação e atuação dos orientadores de dissertações e teses. No que diz respeito à empiria faremos inserções em alguns grupos de pesquisa, no Brasil e de outros países, visando apreender como atuam na formação dos orientadores e os avanços na constituição ou formação de grupos e redes de intercâmbio em pesquisa educacional, redes acadêmicas e ainda redes de colaboração e como estas iniciativas podem contribuir para a redefinição da função orientadora”. 

Fonte: Lattes do Pesquisador

entrelugares

Leandro Correia apresenta o GEOTEC e o seu projeto no Parque Tecnológico da Bahia

No dia 4 de maio foi a vez de Leandro Correia, integrante do GEOTEC / K-Lab, apresentar o Grupo e o seu brilhante trabalho de mestrado no Parque tecnológico da Bahia. O evento realizado pela Agência de Inovação da UNEB e da Gerência de Pesquisa, contou com a presença de importantes representantes da área de tecnlogia e inovação da Bahia, a exemplo de Rodrigo Hita, novo  Secretário de Ciência e Tecnologia, Lázaro Raimundo dos Passos Cunha, FAPESB, Tãnia Maria Hetkowski, Pró-Reitora de Ensino de Pós-Grdauação da UNEB, KIm de Vasconcelos coordenador da agência de inovação, Eduardo Manuel de Freitas Jorge, Gerente de Pesquisa da UNEB, além de outras personalidades do cenário baiano.

Algumas Fotos da apresentação de Leandro Correia:

entrelugares

Mais um integrante no K-Lab

E hoje o K-Lab recebeu na sua reunião de projeto o pesquisador Deusdedite Cerqueira Peixoto Junior

Atualmente Deusdedite é Coordenador de Tecnologia da Informação, no Instituto Federal da Bahia Campus Simões Filho. Possui graduação em Ciência da Computação pela Faculdade Ruy Barbosa (2004) e Pós-graduação na área de Rede de Computadores. Tem experiência na área de Ciência da Computação com ênfase em Sistemas de Computação.

É orientando de Tânia Maria Hetkowski e tem uma proposta inicial de projeto o desenvolvimento de um aplicativo para aprendizagem de raciocínio lógico e funções matemáticas. Ele fará parte do K-Mat.

entrelugares

Evento contará com a participação de Leandro Correia e Tânia Hetkowski

Agência UNEB de Inovação convida para inauguração de sala no Parque Tecnológico da Bahia. O evento que será realizado no dia 04 de maio de 2018, contará com a presença do pesquisador do GEOTEC/K-Lab, Leandro Correia,  o qual falará sobre o GEOTEC e sobre a sua pesquisa de mestrado.

Confira a programação:

Programação Pq. Tec. UNEB2

entrelugares

Novos Pesquisadores no K-Lab

O K-lab está com cinco novos pesquisadores em 2018. Dois deles são orientandos de mestrado (GESTEC) do Professor Betonnasi, dois da Professora Josemeire e também contamos com o Professor Jorge Fárias, que já é mestre e professor do DCET / UNEB. Conheça um pouco sobre os novos pesquisadores:


Mateus Sampaio de Sousa
Orientando do Professor: André Betonnasi
Proposta de projeto: Era Uma Vez…História em Quadrinhos na construção de conhecimento histórico: uma proposta de ensino com os discentes do Colégio Militar de Salvador – Pituba.
Ingresso: 2018
Resumo do Lattes:
Possui graduação em Abi – História pela Universidade Federal de Minas Gerais(2011). Atualmente é Professor de História Ensino Fundamental II do Colégio Militar de Salvador. Tem experiência na área de História, com ênfase em Ensino Fundamental II. Atuando principalmente nos seguintes temas:HQ, Educação, Conhecimento Histórico, autonomia discente



Jucy Eudete Lôbo
Orientanda do Professor: André Betonnasi
Gamificação e a arte de M.C. Escher: uma proposição metodológica para o ensino médio com intermediação tecnológica
Ingresso: 2018
Resumo do Lattes:
Especialista em Formação Continuada em Mídias na Educação – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, licenciada em Desenho e Plástica – Universidade Federal do Estado da Bahia. Design de Interiores- EBADE. Professora na Secretária de Educação do Estado da Bahia no Centro de Referência do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica/Secretária de Educação do Estado da Bahia , ministrando aulas de Arte, via IPTV, para as turmas regulares de Ensino médio em diversas localidades do interior do Estado da Bahia- Tem experiência em na área de Artes Visuais, decoração,produção de cenários e figurinos cênicos.


Leomir Costa de Oliveira
Orientando da Professora Josemeire Machado Dias
Projeto: Web TV IFBA: a construção de um programa com os alunos e para os alunos.
Proposta de trabalho
Ingresso: 2018
Resumo do Lattes:
Aluno regular no Mestrado em Gestão e Tecnologias Aplicadas à Educação (GESTEC) na Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Especialista em Marketing pela UNIFACS em 2014. Graduado em Design pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB) em 2009, com habilitação em Programação Visual. Servidor Público efetivo com cargo de Programador Visual no IFBA – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia, onde integra a equipe do NAVI (Núcleo de áudio, vídeo e imagem), o qual ajudou a fundar no Instituto. .


Joedson Alves Oliveira
Orientando da Professora Josemeire Machado Dias
Projeto:  Gamificação: A utilização das estruturas de videogame como instrumento de contribuição para a aprendizagem de língua inglesa
Ingresso: 2018
Resumo do Lattes:
Mestrando em Gestão e Tecnologia Aplicadas à Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Gestão e Tecnologia Aplicadas à Educação da Universidade do Estado da Bahia, especialista em Metodologia do Ensino da Língua Inglesa pela Faculdade Vendas Nova do Imigrante (em curso), licenciado em Letras – Língua Inglesa e Respectivas Literaturas pela Universidade do Estado da Bahia. Tem experiência na área de Educação, em gestão escolar, com ênfase no ensino de Língua Inglesa. Possui experiência em Comunicação, Design Gráfico e Ilustração. Atualmente desenvolve um projeto referente ao uso de Tecnologias e Elementos de Gamificação aplicados à Educação.



Jorge Sampaio Farias
Resumo do Lattes:
Graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal da Bahia (1978) e mestrado em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1988). Especialista em Geoprocessamento pela Universidade Federal da Bahia (1998). Professor Assistente da Universidade do Estado da Bahia (UNEB – Campus I – Salvador). Coordenador do Bacharelado em Sistemas de Informação, CST em Redes de Computadores, CST em Jogos Digitais e Engenharia de Computação da Kroton Educacional na Faculdade Unime de Ciências Exatas e Tecnológicas (UNIME Lauro de Freitas). Lecionou várias disciplinas com foco em Ciência da Computação e Sistemas de Informação. Atuou profissionalmente em empresas da área de informática tendo desenvolvido e gerenciado projetos nas áreas de sistemas de informação e redes de computadores.

entrelugares

XIX Encontro Internacional Virtual Educa

XIX ENCONTRO VIRTUAL EDUCA BAHIA 2018
[SALVADOR, 04-08 DE JUNHO, 2018]

Prazo para submissão até 14 de Abril!
Site: http://virtualeduca.org/encuentros/bahia2018/PT/ponencias

a. Estrutura do Encontro

O XIX Encontro é dividido em dois eixos, com diferentes programações:

  • Espaço Pedagógico “Educação para transformar a sociedade em um único espaço multicultural”. Destinatários: educadores.
  • Fórum Global de educação e inovação “Cooperação Sul-Sul”. Destinatários: responsáveis de governos e instituições internacionais.

b. Localização

O ESPAÇO PEDAGÓGICO de Virtual Educa 2018 na Bahia será sediado no novo Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado, estrutura que está sendo implantada no antigo Instituto Central de Educação Isaías Alves (ICEIA), uma das primeiras escolas do Estado, com mais de 186 anos, com uma rica história na formação da sociedade baiana e um dos primeiros exemplos da arquitetura no estilo do Modernismo Racionalista em Salvador. O ICEIA conta com teatro com mais de 1.000 lugares, salas formatadas para convenções e congressos. Passará a contar também com hotel-escola e restaurante-escola, para formação nas áreas de hotelaria e culinária, praça da ciência, foyer para vernissage de obras produzidas pelos estudantes, praça de alimentação com capacidade para cerca de mil pessoas e centro de tecnologia.